Enviar E-mail

6 Dicas para criar um e-commerce para o seu supermercado

6 Dicas para criar um e-commerce para o seu supermercado

O mercado de venda de mercearia online (online grocery) tem se destacado no Brasil e no mundo. Segundo Nick Carrol, diretor associado da Mintel, principal agência de inteligência de mercado do mundo, em 2023, o mercado mundial de mercearia online chegará a 117 bilhões de dólares.

Fonte: Business Insider

Hoje em dia, no Brasil, apenas 15% das pessoas fazem suas compras de supermercado usando o online. Porém, estima-se que, em 2024, 70% das pessoas estejam fazendo a compra usando essa plataforma, segundo Gleudys Salvanha, diretora de negócios para varejo do Google. Fonte: Época Negócios

É algo intuitivo. A medida que as gerações X e Y amadurecem, é de se esperar que os jovens que nasceram ao lado de tablets e celulares e que fazem tudo pelo meio digital, passem a preferir a comodidade da compra supermercadista online à tradicional ida ao supermercados e feiras que praticavam seus pais e avós. Esse novo momento exige uma quebra de paradigma do empresário que deve abrir esse novo canal no online, a fim de manter market share.

Este artigo explica como criar um e-commerce de sucesso no setor supermercadista, aliando os desafios do dia-a-dia do ramo e os de um e-commerce típico.

Dica 1 – Cuidado com o operacional

Um típico e-commerce tem o picking, operação realizada quando o funcionário do centro de distribuição, de posse do pedido em um coletor ou relatório, separa os itens do cliente. Em uma compra padrão, no supermercado, este processo é feito pelo próprio cliente, mas no e-commerce o funcionário do supermercado irá fazer esse processo, empacotar e despachar a compra. O ponto mais importante é criar um processo de venda online que concilie esse prazo de picking e prazo de entrega a fim de não gerar uma expectativa que não possa ser cumprida. Este custo operacional deve ser previsto na conta, e eventualmente limitar a compra a um valor mínimo, para que o processo não seja inviável do ponto de vista financeiro.

Dica 2– Escolha da plataforma

Uma armadilha comum para um e-commerce de supermercado é escolher uma plataforma típica para os e-commerces “normais”. Plataformas conhecidas como Magento e Opencart são excelentes plataformas, mas não para o contexto de vendas de produtos alimentícios que possuem especificidades de negócio e do produto. Nesse ponto, o principal é escolher plataformas já integradas com o seu ERP e de empresas com experiência neste nicho específico de setor. Entre as características necessárias, saber o local exato onde o cliente está é fundamental.

Dica 3 – Cuide da experiência do usuário (user experience)

A experiência do usuário é o termo utilizado para a habilidade de projetar experiências que cativem o seu cliente no momento em que ele estiver usando sua plataforma ou aplicativo. Hoje existe um paradigma chamado Mobile First, conceito aplicado em projetos web onde o foco inicial da arquitetura e desenvolvimento é direcionado aos dispositivos móveis e em seguida para os desktops. Ou seja, o público prefere acessar o seu site pelo celular ou tablet. No Brasil mais de 50% dos usuários já estão comprando pelo e-commerce e esse número só vem aumentando. Para aproveitar ao máximo essa onda, você deve projetar a experiência de navegação com foco no mobile. Não prever essa experiência significa, na prática, perder vendas. Fonte: TI Inside

Dica 4 –  Campanhas online

Outro paradigma a ser quebrado são as campanhas online. Em um típico e-commerce, você possivelmente faria uma campanha geograficamente mais ampla. Mas com um produto perecível que precisa chegar fresco para seu cliente, você deve fidelizar os clientes próximos ao seu ponto de vendas. A boa notícia é que não é necessário panfletar a vizinhança para anunciar o e-commerce. Empresas como Google e Facebook possuem campanhas geolocalizadas e permitem que você anuncie em raios de quilômetros específicos do seu negócio.

Cada cliente que chega na sua loja deve saber que agora você possui um e-commerce, seja por meio de totens ou flyers. E o oposto também é importante: os clientes que chegam no seu e-commerce devem ter acesso aos endereços dos seus pontos físicos.

Fonte: Google Adwords – Possibilidade de fazer campanhas geolocalizadas

Dica 5 – Cliente é rei no online

Atendimento ao cliente é algo crítico no online. Quando se constrói um e-commerce para seu supermercado, você deve estar atento do que falam da sua marca online. “No mundo físico”, quando um cliente reclama, normalmente fala com amigos e família. Eventualmente, ele compartilha essa experiência negativa da sua marca ou empresa com dezenas de pessoas. No online, é comum clientes insatisfeitos atingirem centenas ou até milhares de pessoas em sites como o Reclame Aqui ou em vídeos nas redes sociais. É famoso o case da reclamação do cliente que teve um problema de troca de peça da sua geladeira Brastemp. Dessa forma, ter um canal de comunicação com o cliente assertivo e que trate as exceções do processo é importante.

Dica 6 – Fidelização e recompra

A recorrência de compra, possibilidade de listas ou repetir o pedido é algo mandatório em um e-commerce supermercadista. Todo o esforço operacional só terá sentido se você trouxer esse cliente de forma recorrente para o seu supermercado (físico ou online). Dessa forma, funcionalidades como “Repetir Pedido” é essencial. Ter uma plataforma que gere alertas e avise o cliente que está na hora de uma nova compra pode ser o principal diferencial.

Fonte: Exemplo do e-commerce Rede compras que permite ao usuário “Repetir” o pedido, que já tenha sido feito anteriormente.

Conclusão

Os supermercados possuem um novo canal a explorar. Contudo, como toda grande oportunidade, há riscos que devem ser mitigados ao longo do processo. Ao mesmo tempo em que se apresentam novos desafios, a venda no e-commerce para supermercados apresenta ticket médio muito maior apresentando ganhos interessantes no médio prazo. A Consinco possui uma plataforma de e-commerce para supermercados mais completa e adaptada para o setor, além de 29 anos de experiência no setor de varejo, atacarejo e supermercados. Sua tecnologia está presente em mais 2.700 pontos de venda servindo 70 mil usuários.

Entre em contato e agende uma demonstração da plataforma de e-commerce com nosso time comercial pelo fone:    11 5549-4891 ou pelo e-mail marketing@consinco.com.br

 

Fabiana Ribeiro

Gerente de Marketing

fabiana.ribeiro@consinco.com.br